Tenho interesse em

mostrar menos

Entre em contato

(43) 3367-2000

Busca de Imóveis

Compra de Imóveis - Conheça o passo a passo para realizar um excelente negócio.

13 de fevereiro de 2015

A aquisição de uma moradia é uma fase importantíssima da vida de uma pessoa e, por isso, o investimento tem que ser bem planejado. Algumas dicas podem ajudar a fazer um bom negócio.

Localização
A primeira coisa a ser avaliada é a localização do imóvel, levando em consideração a praticidade de se morar lá e a valorização do local. Proximidade do trabalho, de escolas, bancos, mercado, padaria, farmácias podem fazer diferença no dia a dia.

Notar se o local conta com estrutura de serviços urbanos como linhas de ônibus, entrega e proximidade do posto de correios, coleta de lixo, pontos de táxi, redes de atendimento de TV por assinatura também é fundamental.

A distância do imóvel de hospitais, postos de saúde, consultórios médicos é outro ponto importante a se observar.

Mas morar perto de cemitério, aterros sanitários, bares e boates ou em local com problemas de acesso pode não ser uma boa. "São problemas de localização. Se você escolhe mal, depois fica difícil para vender", explica o economista Renato Pianowski de Moraes, de Londrina.

Ele diz que, mesmo ao comprar uma casa ou apartamento para morar, deve-se pensar que um dia talvez seja necessário vendê-lo. Observar as construções que estão ocorrendo nas redondezas pode ser esperto da parte do comprador. Por exemplo, a construção de um shopping por perto pode valorizar bastante o imóvel no futuro.

Valor e modalidade
Aí vem a hora de saber qual o imóvel que cabe no seu bolso. É importante lembrar que, ao pagar uma casa ou apartamento novo, as parcelas não podem comprometer mais que 30% do seu orçamento.

Se a escolha for uma casa, será preciso primeiro pagar o terreno e depois a construtora. Um condomínio horizontal já tem os problemas de serviços urbanos sanados. Pode compensar.

O consumidor pode ainda comprar o imóvel quando ele ainda não está pronto - isso se chama comprar "na planta". Nessa modalidade, ele paga parcelas à construtora até a obra ficar pronta. Depois, na entrega das chaves, ele pode financiar com um banco.

Ter uma poupança pode ajudar muito na hora de pagar o terreno, a entrada, os balões ou parte do financiamento. "Quanto menor o saldo devedor, mais fácil conseguir repassar o imóvel. As prestações também podem ficar menores e mais fáceis de serem pagas."

Imóvel na planta
Comprar na planta tem sido uma escolha feita por muita gente, já que a valorização depois que o imóvel fica pronto costuma ser grande. Entretanto, existem alguns cuidados a serem tomados para que a compra seja bem-sucedida.


Uma delas é verificar se o cronograma da obra coincide com o término do pagamento das parcelas. Caso as prestações continuem depois que a obra está terminada, elas podem se sobrepor ao financiamento e prejudicar o orçamento.

O consumidor também deve estar ciente de que terá de pagar "balões" no decorrer da obra, prestações que as construtoras pedem para ter dinheiro em caixa para dar continuidade à construção. Na hora de financiar, o comprador também precisa ter renda e comprovar isso ao banco.

Sistema de condomínio

Há outra modalidade de compra que ocorre em sistema de condomínio, em que o consumidor se associa a um grupo de pessoas para a  construção de um empreendimento. Neste caso, a obra acontece de acordo com a disponibilidade no bolso dos participantes, e por isso, pode ser mais barata.

Ao mesmo tempo e pelo mesmo motivo, o andamento da construção pode ser mais lento. "Se demorar muito, a obra pode sair mais cara", alerta o economista.

A construtora
Pesquisar sobre a construtora é  item obrigatório para não cair em ciladas. Uma forma simples de separar o joio do trigo é acompanhar as notícias. O Procon também pode ser útil para saber se existem reclamações sobre a empresa.

"Há construtoras que podem ter problemas de documentação e não conseguem entregar o prédio livre e desembaraçado", avisa Pianowski. Se ela não for cumpridora de prazos, pode atrasar seus planos e causar transtornos.

Um lembrete: em condomínios, rateio da taxa de condomínio e hidrômetro individual são itens que ajudam a prever se morar lá será caro ou não.

Boa compra!
Seguindo todas estas dicas, você estará fazendo um bom investimento. "Por mais que digam que investir em ações é melhor, o imóvel é o melhor tipo de investimento, principalmente na planta, que realiza grandes lucros. Sem contar que é uma reserva de valor muito boa", finaliza o economista.

Rua Fernando de Noronha, 1405.

Centro.

Londrina - PR

contato@elocorretores.com.br

Fonte: http://folhadoimovel.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=9:finalmente-chegou-hora-realizar-sonho-casa-ou-apartamento-proprio&catid=2:artigos&Itemid=4