Tenho interesse em

mostrar menos

Entre em contato

(43) 3367-2000

Busca de Imóveis

Crescem as opções de fiança para aluguel de imóveis.

05 de março de 2015

Seguro fiança é a segunda garantia mais utilizada pelos inquilinos, atrás apenas do tradicional fiador

Os primeiros meses do ano costumam ser de intensa procura por imóveis para locação em Curitiba, demanda decorrente da vinda de estudantes e profissionais de diversas áreas para a cidade. O que muitos deles esquecem, entretanto, é que além de caber no gosto e no bolso, o contrato depende da oferta de uma garantia para a locação.
De olho nesse mercado, as imobiliárias têm ampliado o leque de opções ao fiador tradicional e apostado em novidades, como o aluguel sem fiança, para agilizar o fechamento dos negócios.
Apesar da dificuldade de se encontrar uma pessoa disposta a garantir o pagamento do aluguel caso o inquilino não possa fazê-lo, o fiador ainda é a modalidade mais utilizada pelos locatários. Em novembro de 2014, ele apareceu em 71,9% dos contratos fechados, segundo dados do Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar), ligado ao Sindicato da Habitação e Condomínios do Paraná (Secovi-PR). A ausência de custos para o inquilino é uma das principais vantagens da modalidade que, em comparação às demais opções, pode não ser a mais segura para o locador. “O fiador que é idôneo, hoje, pode não ter a mesma saúde financeira quando a garantia precisar ser acionada”, avalia Carlos Eduardo Pereira, presidente da Rede Imóvel Fácil.
A segunda garantia mais adotada pelos locatários é o seguro fiança, utilizado em 18% dos contratos assinados em novembro passado. Diferente do fiador, ela demanda investimentos por parte do inquilino, que precisa desembolsar o equivalente a um aluguel a mais por ano para pagar a garantia, que funciona nos moldes do seguro automotivo.
“A seguradora faz uma boa análise do crédito e da capacidade de pagamento do cliente para fazer o seguro. Algumas oferecem serviços de pequenos reparos nos imóveis como forma de compensar o valor pago”, explica Maurício Ribas Moritz, diretor da Imobiliária 2000.
Segundo ele, o título de capitalização é uma das melhores opções para garantir o aluguel. Realizado diretamente com uma instituição financeira, o título fica vinculado à locação e mantém o rendimento do valor pago – que varia de acordo com a imobiliária – até o resgate decorrente do término do contrato de aluguel.
Outras alternativas utilizadas como garantia são o caução fiança (1,7%), desconto em folha (1%) e os aluguéis sem garantia (1,1%). “Não há uma regra, a escolha da fiança depende do perfil do inquilino e do imóvel”, acrescenta Pereira.
Fiança zero
Locação sem garantia é novidade do mercado
Para facilitar a negociação e agilizar o fechamento dos contratos, algumas imobiliárias têm oferecido aos clientes a possibilidade de locação sem fiança. Nela, a garantia para o pagamento do aluguel limita-se à aprovação do cadastro do inquilino.
Carlos Eduardo Pereira, presidente da Rede Imóvel Fácil, explica que o aluguel sem fiança foi possível a partir da revisão da Lei do Inquilinato, em 2009, que garante a rápida desocupação do imóvel em caso de inadimplência. “Para as locações sem garantia, o juiz concede liminar de despejo antes de analisar o mérito do caso”, explica.
A Apolar Imóveis começou a ofertar a modalidade em dezembro. Henrique Vianna, diretor comercial de locação da rede de imobiliárias, conta que o objetivo é reduzir o peso do fiador na garantia e facilitar a locação do imóvel. “A expectativa é de um aumento de 30% nos negócios”, projeta.
Agilidade
O funcionário público Gilsandro Mauricio Arruda foi um dos primeiros clientes a testar a novidade. Ele conta que optou pela modalidade por não ter custos e não precisar de fiador. “Da reserva até a entrega das chaves passaram-se em torno de dez dias. Com o fiador demoraria mais do que isso. O processo foi menos burocrático”, avalia.

Rua Fernando de Noronha, 1405.

Centro.

Londrina - PR

contato@elocorretores.com.br

Fonte: http://www.secovipr.com.br/Crescem+as+opcoes+de+fianca+para+aluguel+de+imoveis+104+3844.shtml